FAÇA SEU PRÓPRIO CHOCOLATE: BEAN-TO-BAR (DA AMÊNDOA À BARRA)

Apresentação:

A escola Chocolate da Floresta, fundada em quatro de dezembro do ano de 2015, é uma iniciativa do Instituto Cabruca. A palavra Cabruca significa plantar cacau sem derrubar a floresta, apenas fazendo “buracos”, “brocando” ou “cabrocando” a mata para plantar cacau, o Instituto é uma organização da sociedade civil com sede em Ilheús, região Sul da Bahia que tem como missão: “Conciliar a produção agroflorestal de cacau, o combate à pobreza e a conservação da biodiversidade, minimizando os efeitos das mudanças climáticas globais.” Ao longo de sua atuação o Instituto percebeu a necessidade de uma maior agregação de valor ao cacau enquanto alimento, seus sabores, cultura, história e a importância do mesmo na elaboração de um chocolate com qualidade, identidade, sustentabilidade e origem. Nasce assim o conceito “tree to bar”, das árvores da floresta a barra que você degusta. Que juntamente com todos os valores intrínsecos aos seus aspectos sensoriais, aromáticos, culinário, gastronômico e de conservação dos biomas Mata Atlântica e Amazônia, culminam com a ideia do chocolate como um produto das nossas florestas e culturalmente ligado aos nossos ancestrais pré-colombianos, seus primeiros consumidores.

O Centro de Inovação do cacau – CIC é uma iniciativa do Parque Cientifico e Tecnológico do Sul da Bahia (PCTSB) e tem como foco ser um elo entre os produtores e o mercado, auxiliando no fortalecimento da cadeia. O CIC atua como um laboratório de analises físico-química e sensorial de cacau e chocolate e possui um banco de dados que valida a importância da qualidade para promoção do desenvolvimento sustentável dos biomas de cacau do Brasil. O objetivo do CIC é promover as origens de cacau brasileiro, comprovando de forma técnica a identidade deste produto tão singular e auxiliando os produtores na qualificação e agregação de valor ao produto. Promovendo a qualidade, rastreabilidade, verticalização e a inovação tecnológica dos produtos de cacau e seus derivados.

Juntos a escola Chocolate da Floresta e o CIC promovem o curso teórico-prático “Faça seu próprio chocolate: das amêndoas a barra”. Com o intuito de capacitar interessados em aprender sobre: cacau, qualidade, tecnologia de produção de chocolate artesanais em pequena escala e sensorial de chocolates de alto teor. O curso será ministrados por especialistas da área que possui grande bagagem nos temas abordados. Esta iniciativa visa capacitar egressos capazes de realizar o consumo consciente de chocolate de alto valor nutricional e elaborar chocolates a partir de amêndoas de cacau em pequenas escala com a utilização de eletrodomésticos e pequenas melangers.

 

Programação:

Dia 01:
08:30 h – Recepção e apresentação do curso;
09:00 h – Oportunidades da Cadeia do Cacau ao Chocolate;
10:30 h – Cacau break;
11:00 h – A importância da Qualidade do Cacau para o Chocolate;
12:00 h – Intervalo Almoço;
13:30 h – Fundamentos do Processamento do Cacau em Pequena Escala (torra e descasca);
15:00 h – Cacau break;
15:30 h – Fundamentos e Pratica do Processamento de Cacau em Pequena Escala (moagem, refino e conchagem);
18:30 h – Encerramento;

Dia 02:
09:00 h – Prática de elaboração de chocolates a partir de amêndoas de cacau
(Conchagem);
10:30 h – Cacau break;
11:00 h – Prática de elaboração de chocolate a partir de amêndoas de cacau
(Temperagem);
12:00 h – Intervalo Almoço;
13:30 h – Fundamentos do Processamento de cacau em pequena escala (moldagem e embalagem);
16:00 h – Prática de degustação de chocolate de alto teor.
17:30 h – Cacau break e encerramento;

 

 

Data: 20 e 21 de julho de 2017

Carga Horária: 16 h

Números de vagas: 15 alunos

Inscrição:

Valor: 1.500,00

 

OBs.: Incluso translado centro de Ilhéus – CIC/UESC;

O almoço não esta incluso no valor do curso;

Ao final do curso o aluno que concluir 75% da carga horaria receberá o certificado de conclusão.

Realização: Escola Chocolate da Floresta e CIC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.