CEPLAC recebe apoio e reivindicações das Entidades representativas dos produtores

CEPLAC recebe apoio e reivindicações das Entidades representativas dos produtores

Representantes das diversas Associações de Produtores regionais reuniram na sede regional da CEPLAC/MAPA, com o Superintendente em exercício, Antonio Zugaib, com o objetivo de unificar esforços na elaboração de um projeto de fortalecimento da Instituição que contemple todos os segmentos da cacauicultura.

Participaram da reunião os seguintes representantes: Guilherme Moura (Vice-Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado Bahia – FAEB); Milton Andrade (Presidente do Sindicato Rural de Ilhéus); José Carlos Maltez (Associação dos Produtores de Cacau-APC); Ricardo Gomes (Instituto Arapyaú); Guilherme Galvão (APC e Sindicato Rural de Barro Preto); Roberto Arléo (Presidente da União em Defesa da Propriedade-UDP); Ruy Carlos Souza (Somos Todos Cacau-STC); Solange Dalmeidas; Benedito Tinoco; Edvaldo José Pinheiro e Maria Teresa Pondé.

O presidente do Sindicato Rural de Ilhéus, Milton Andrade, explicou os motivos do encontro e da Moção de apoio à continuidade dos trabalhos do superintendente em exercício. “Precisamos repensar com urgência a CEPLAC para que Ela nos apresente um projeto de uma nova CEPLAC, mais moderna, mais enxuta e com uma visão de futuro para cumprir a sua missão que é atender as necessidades do produtor rural”.

Andrade foi enfático, “Queremos participar junto na construção desse projeto que será elaborado pela CEPLAC e previsto para ser apresentado até o final do mês de abril para que possamos avaliar e ver o que é preciso ser modificado”.

Quanto à moção de apoio ao atual superintendente, o presidente do Sindicato Rural de Ilhéus, justificou, “Antonio Zugaib, é um profissional competente da Ceplac, com grandes trabalhos realizados na Instituição e uma pessoa que tem um trânsito saudável com produtores rurais há muitos anos”.

Ele observou que “para esse momento precisamos de uma efetivação de Antonio Zugaib para o cargo de superintendente na Bahia para que ele possa dar um encaminhamento ao processo de reestruturação da CEPLAC que foi tratado nessa reunião”,

O vice-presidente da FAEB, Guilherme Moura, avaliou positivamente o encontro na superintendência da CEPLAC. “Muito proveitoso essa reunião, pois a CEPLAC é um órgão de grande importância para a nossa região cacaueira e precisamos melhorar sua atuação”.

Ele acrescentou ainda: “Entendemos que a Ceplac tem que mudar, tem que se transformar e se modernizar, esse é o discurso consensual aqui, mas também acreditamos firmemente que ela é fundamental para o desenvolvimento regional futuro, daí essa discussão com a superintendência quais são os projetos futuros e como o produtor pode contribuir com essa construção”.

“Esse projeto tem que ser criado com muita rapidez e que ele possa de fato apresentar de forma bastante contundente a visão de futuro para que toda sociedade regional possa apoiá-lo e sensibilizar o governo federal nesse novo momento. Por isso fizemos uma grande defesa para que o cacau volte à pauta no Ministério da Agricultura como um assunto prioritário”.

Ele fez questão de observar também que “a FAEB é uma instituição que representa os produtores e nós somos os clientes da CEPLAC, consequentemente um plano construído com a nossa participação terá o apoio da Federação Nacional da Agricultura que é ligada a Confederação Nacional da Agricultura. Esse apoio institucional é fundamental nesse processo de convencimento”.

Com relação à Moção de apoio ao atual superintendente o dirigente da FAEB justificou: “Ele é um servidor de carreira da CEPLAC, uma pessoa que tem diversos serviços prestados a nossa região. Com essa Moção sinalizamos que Zugaib é uma pessoa que goza da nossa confiança na condução desse processo”.

Ao final, ressaltando sua condição de dirigente da FAEB e produtor, Moura deixou uma mensagem de otimismo. “A CEPLAC sem sombra de dúvidas é uma instituição fundamental para o futuro da região cacaueira. O funcionalismo da Ceplac e o produtor de cacau pertencem à mesma família e nós temos uma relação simbiótica, por isso temos que continuar juntos construindo o futuro dessa região, pois um não existe sem o outro”.

O Superintendente Antonio Zugaib, agradeceu a manifestação de apoio aos trabalhos desenvolvidos por ele e disse que não medirá esforços para atender o pleito dos produtores visando o fortalecimento da CEPLAC e da cacauicultura regional.

Na oportunidade, Zugaib citou a criação do Parque Científico e Tecnológico do Sul da Bahia-PCTSul e a inauguração do Centro de Inovação do Cacau-CIC, como exemplos alcançados fruto da união de todos os segmentos dos produtores. “A criação desses equipamentos foi uma prova evidente de confiança e sinergia dos entes envolvidos”.

Assessoria de Comunicação da Ceplac

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.